O ANJO HUMANO ÍNDIGO E CRISTAL – Explicação sobre Crianças Índigos, Cristais,O Portal 11:11, As Plêiades, Cinturão de Fótons e Sistema Solar

 


 

 
 
O ANJO HUMANO ÍNDIGO E CRISTAL
 

Explicação sobre Crianças Índigos, Cristais,O Portal 11:11, As Plêiades, Cinturão de Fótons e Sistema Solar

Explicação sobre Crianças Índigos, Cristais,O Portal 11:11, As Plêiades, Cinturão de Fótons e Sistema Solar

Adorei esse texto, muito complementar e explicando todos os assuntos como um todo.

Sorte Sempre!
Karin Klemm

UMA NOVA ERA?

Um aspecto transformador que a Terra está passando relaciona-se com a sua mudança de velocidade no espaço, que alterou de 28 mil quilômetros por hora para 335 mil quilômetros por hora, já dentro do Cinturão de Fótons.

Esta aceleração tremenda por que passa o planeta comprime o tempo e o espaço, proporcionando condições para que novos níveis de percepções aconteçam, o que ainda é incompreensível para o ser humano.

Acredita-se que quando muitas pessoas estão reunidas com um único objetivo em mente, influenciam o campo áurico da consciência humana, atingindo assim o inconsciente coletivo da humanidade e além, com efeitos vistos na realidade física, transmutando crenças e padrões de pensamentos limitadores antigos.

A CONVERGÊNCIA HARMÔNICA

Um ciclo de ativações planetárias começou em 31/12/86, quando uma meditação pela Paz Mundial foi organizada por John Randolph Price.

Era o preparo para que em 16 e 17 de agosto de 1987, por um instante, o Céu e a Terra se tornassem “Um”.

Planetas e a humanidade se alinharam em oração trazendo Bênçãos de Graça e Esperança para a

humanidade. Um grande Portal se abriu para que cada um estivesse no caminho da Iluminação. Milhões de pessoas se uniram naquele d ia abraçando o momento com o coração e mente o que criou a chamada “CONVERGÊNCIA HARMÔNICA”.

Pela união das pessoas e suas preces, a humanidade deu um salto quântico em direção ao futuro. Desde então, todos nós temos passado por verdadeiras montanhas russas emocionais e muitas pessoas começaram a manter a vibração de amor e esperança, transmutando os conceitos vividos por muitos anos: certo/errado, bom/ruim, luz/trevas.

Através dos esforços unificados de toda a Hierarquia Espiritual e dos Trabalhadores da Luz encarnados em todo o mundo, o Sistema da Rede de Cristal de Luz do Planeta Terra foi ativado e toda a vida em evolução aqui ascendeu em energia, vibração e consciência para o nível seguinte do Serviço Divino.

A partir de então, seres especiais, conhecidos como Crianças Índigo, começaram a nascer em grande número.

Naquela ocasião, os poderosos Elohim – os Construtores da Forma – criaram uma Nova Terra, que foi superposta à velha Terra, pavimentando assim o caminho para os nossos 25 anos de ascensão para a 5a. Dimensão.

De acordo com a Hierarquia, este processo de 25 anos, será completado no dia 21 de dezembro de 2012.

O CALENDÁRIO DA PAZ

José Arguelles e sua esposa Lloydine, nessa época, apresentaram um novo modelo de Calendário baseado em 13 luas (o Calendário da Paz), de acordo com as Profecias Maias, que aponta 2012 como sendo o ponto de mudança da consciência humana, onde todos poderão viver em harmonia e em PAZ.

No dia 8 de novembro de 2003, seria o término de um ciclo de nossa Galáxia, reconhecido no Calendário Maia, quando a humanidade estaria completando o realinhamento com os ciclos naturais de nossa Mãe Terra.

AS CRIANÇAS ÍNDIGO

As Crianças Índigo, hoje com idades entre 7 e 25 anos, são vistos por alguns como portadores de distúrbios como déficit de atenção, hiperatividade e até autismo. Infelizmente, quando medicados, os Índigos freqüentemente perdem sua maravilhosa atividade psíquica e seus dons espirituais.

Nos anos 70, começaram a vir em ondas.

Muitos deles, os mais velhos, compõem a geração guerreira que começou a desafiar e a mudar os velhos sistemas. A partir de 1989, mais e mais ondas de índigos chegaram, agora com uma sensibilidade e refinamento maiores ainda!

Como crianças, elas se parecem com todas as outras crianças, embora sejam freqüentemente bonitas e com olhos penetrantes.

São sempre altamente inteligentes e cheias de perguntas e exigências.

Têm muita energia, são muito ativas, têm muita força de vontade e um senso forte do seu próprio valor e importância.

Sabem que são especiais e que estão aqui para fazer alguma coisa significativa.

Possuem amigos imaginários e adoram fadas e golfinhos.

A inteligência excepcional das crianças índigo pode ser desesperante para os adultos.

Ninguém lhes dirá o que fazer, elas quererão debater e negociar cada instrução, cada ordem.

Até que os pais aprendam que estão sendo ensinados e aprendam a respeitar o direito de escolha da criança e honrar essa escolha, eles continuarão a ser confrontados com lutas de poder e batalhas de força de vontade.

A maneira correta de lidar com um Índigo é de estar disposto a negociar, explicar, dar-lhe escolhas. Ordens como “Faça assim porque eu estou mandando” só produzirão hostilidade e indiferença.

Os Índigos geralmente não gostam nada-nada da escola. Ficam entediados pelo passo vagaroso e pelas tarefas repetitivas.

Aprendem através do nível de explicação, resistindo à memorização mecânica ou a serem simplesmente ouvintes.

São hiper-ativos, distraem-se com facilidade, tendo baixo poder de concentração.

Têm alta sensibilidade, não conseguem ficar quietos ou sentados, a menos que estejam envolvidos em alguma coisa do seu interesse.

Por serem orientados pela parte direita do cérebro, quando adultos, são geralmente atraídos por atividades e ocupações que usam o hemisfério direito, como a música, a arte, a escrita, a espiritualidade.

Adoram cristais, Reiki, meditação e yoga.

São intensivamente leais aos seus amigos, acreditam em honestidade e comunicação nas relações. Ficam freqüentemente desconcertados com a desonestidade, a manipulação e outras formas de comportamento egoísta.

Uma das características-chave dos Índigos é freqüentemente a sua ira.

As figuras de autoridade não conseguem nada com elas. Num nível profundo, elas não reconhecem a autoridade. Sabem que somos todos iguais e por isso ficam irritados, furiosos mesmo, com aqueles que se comportam ditatorialmente , quer sejam pais, professores ou patrões. São muito compassivos, amam os animais e qualquer forma de vida; têm muitos medos, como medo da morte e perda dos seres amados.

Se experimentam muito cedo decepção ou falha, podem desistir e desenvolver um bloqueio permanente.

Um problema sério quando se trata de Crianças Índigo é o diagnóstico errado habitual dado aos índigos, catalogados como portadores de Transtorno do Déficit de Atenção ou do Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade. Com isso, dá-se medicação a elas, sedando toda a sua imensa potencialidade.

Essas crianças estão aqui para nos ajudar na transformação do mundo.

Portanto nós precisamos aprender com elas, principalmente escutando-as e observando-as.

As Crianças Índigo chegam aqui para nos dar um novo entendimento, são verdadeiros presentes para os pais, para o planeta e para o universo.

O PORTAL 11:11

O ciclo de ativações planetárias prosseguiu em fevereiro de 1988, no movimento conhecido como “Earth Link”, em Uluru (Austrália), divulgado por Vincent Selleck; em 20 de abril de 1990, com “Dia do Planeta Terra”, e em 11 de janeiro de 1992, com a abertura do “Portal 11:11″, com a ativação centralizada na Grande Pirâmide de Gizé, no Egito, e na Ilha do Sul, na Nova Zelândia. Houveram, também, muitos eventos planetários menores, como o “Star Link” (em Los Angeles – Califórnia), em 1988, que teria ativado a comunicação com a linha dévica do Reino Angélico (linha dévica), o “Cristal Light Link”, que ativou a polarização dos cristais, em abril de 1989, e o “Time Warp”, que é referente à aceleração de 200 anos siderais da vibração da Terra, em novembro de 1989.

O “Portal 11:11″, como ficou conhecido, foi aberto em 11 de janeiro de 1992 (curando nossos corações) e programado para se fechar em 31 de dezembro de 2011.

“Portais” geralmente são concebidos como lacunas ou rupturas entre dois mundos.

Pode ser visto também como um abismo ou separação que tem o potencial de unir duas esferas diferentes de energia.

O “Projeto 11:11″ é uma ativação planetária, ou ponte para uma nova espiral de padrão energético, completamente diferente da vivida até então, ponte essa criada pela chegada de novas e poderosas energias cósmicas.

O segundo portal do sistema 11:11 foi aberto em 05 de agosto de 1993 (e os dois se tornarão um), o terceiro em 1997 (em três estágios – 17 de maio, 17 de agosto e 12 de outubro – início da Conversão Antariana: “expandindo-se a um ser”) e o quarto em durante o eclipse total do sol que ocorreu as 11:11 de 11 de agosto de 1999 (o Portal Antariano).

Após a ativação do Portal Antariano, haverão as ativações dos Portais de 5º a 11º.

Estes Portais não serão ativados em um tempo específico no tempo linear, mas no não-tempo, mas o último portal se fechará em 31 de dezembro de 2011.

Então novos seres, conhecidos como Crianças Cristal, passaram a surgir em número cada vez maior, a partir do ano de 2000.

O movimento através do “11:11″ muda o alinhamento posicional do nosso atual sistema do “Grande Sol Central” para aquilo que é chamado de “Sistema do Grande Sol Central Maior”.

AS CRIANÇAS CRISTAL

Existem algumas características bastante definidas que as Crianças Cristal têm quando encarnam: são geralmente bebês grandes, freqüentemente têm cabeças que são proporcionalmente grandes para os seus corpos e, por serem altamente telepáticas, intuitivas e videntes, começam a falar mais tarde, entre os 3 e 4 anos, porém seus pais não têm dificuldade alguma de comunicarem-se, longe disto, pois o fazem de mente para mente usando a telepatia, sinais e sons. Muitos confundem o comportamento dessas crianças com um quadro de autismo, entretanto, no autismo existe um mundo à parte da realidade, sendo estes indivíduos indiferentes ao mundo que os rodeia. Já as crianças Cristal são o oposto, sendo comunicativos, generosos, e premiados com entendimento filosófico e espiritual.Tem olhos grandes e penetrantes e fitam as pessoas nos olhos por longos períodos. O que esses bebês estão fazendo é acessar os registros de alma do adulto e ler quem é ele.

Esse é um comportamento perfeitamente normal para essas crianças e elas ficarão muito contentes se o adulto fizer o mesmo de volta. É a maneira cristal de se comunicar, olhar para a alma de outro Ser e sentir quem é ele.

Uma coisa que todos nós aprenderemos a fazer no futuro.

Emocionalmente, elas são geralmente bebês muito bons e calmos formando um laço intenso com a mãe. Esta é, geralmente, a primeira encarnação delas neste planeta e precisam da reafirmação e estabilidade que a presença física da mãe pode oferecer.

São crianças extremamente amorosas e freqüentemente procurarão ajudar e curar tanto humanos como animais em sofrimento.

São crianças também extremamente sensíveis. Elas não só são capazes de ler o registro da alma de uma pessoa como também sentir todas as tensões e raivas não resolvidas que a pessoa carrega em seu subconsciente. É por isso que elas são tão sensíveis ao seu meio ambiente.

Educar uma Criança Cristal pode ser um verdadeiro desafio.

Freqüentemente os assuntos não resolvidos dos pais são sentidos pela criança, que será afetada negativamente por essas emoções.

Mas a característica pessoal mais fora de série das crianças cristal é o seu poder. Elas são muito poderosas! Elas têm as energias poderosas de um Mestre da Sexta Dimensão.

É por isso essencial que os pais aprendam a respeitá-las e a negociar com elas.

Senão essa energia poderosa será usada em lutas por poder que seus pais ou educadores nunca irão ganhar.

Crianças Cristal têm várias dádivas especiais que derivam das suas habilidades multidimensionais. Elas têm a habilidade não só de ler os campos de energia das pessoas como muitas outras habilidades psíquicas, desde mover objetos mentalmente até ler livros sem abri-los e ainda têm uma grande habilidade de comunicar-se telepaticamente e é por isso que elas, às vezes, não falam até que tenham 4 ou 5 anos de idade.

A missão de todas as Crianças Cristal é avançar a evolução humana pelo processo da ascensão. Elas estão aqui para nos mostrar como viver de uma maneira completamente nova e diferente.

Só por chegarem em tão grande número e ancorarem a Energia Crística, elas estão facilitando uma mudança nas energias planetárias.

Mas também estão aqui para nos ensinar técnicas de vida multidimensional para o reconhecimento dos nossos plenos poderes.

A Criança Cristal move-se facilmente entre as diferentes dimensões.

Não estão nada limitadas ao mundo da terceira dimensão, embora tenham corpos e funcionem na realidade da terceira dimensão elas estão essencialmente sintonizadas na sexta dimensão e trazem essa energia para o nosso planeta.

O princípio fundamental por trás dessa maneira de viver é a Consciência da Unificação.

As Crianças Cristal percebem e vivem a Unidade. Elas sentem as energias dos outros.

Elas apanham ansiedade e stress que não são delas. Elas sentem as toxinas no ambiente e na comida.

Temos que estar conscientes da dádiva que estas crianças nos trazem.

Elas são o futuro. Elas nos mostram o que estamos nos tornando. E a dádiva especial delas para conosco é para nos dizer que nós podemos nos tornar assim como elas agora, se deixarmos que as suas energias nos movam para o próximo degrau na escala da evolução.

As Crianças Cristal possuem algumas características em comum com as Índigo: ambos são altamente sensitivos e têm importantes objetivos nesta vida.

A principal diferença está em seu temperamento: Índigos possuem um espírito guerreiro, posto que seu propósito coletivo é destruir velhos sistemas que se tornaram arcaicos, e para tanto, eles precisam de temperamento forte e muita determinação.

Traçando uma analogia, as Índigo atuariam na Terra, como João Batista, precursor de Jesus que, ao batizá-lo, introduziu-o em sua missão na Terra; enquanto que as Cristal, funcionariam como o arquétipo de Jesus Cristo, O Enviado para curar a humanidade.

AS PLÊIADES, O CINTURÃO DE FÓTONS E O NOSSO SISTEMA SOLAR

Os astrônomos Freidrich Wilhelm Bessel, Paul Otto Hesse, José Comas Solá e Edmund Halley, depois de estudos e cálculos minuciosos, concluíram que o nosso Sistema Solar gira em torno de Alcyone, estrela central da constelação de Plêiades.

Nosso Sol seria, portanto, a oitava estrela da constelação (localizada a aproximadamente 28 graus da constelação de Touro), e levaria 25.860 anos para completar uma órbita ao redor de Alcyone. Alcione seria o nosso “Grande Sol Central”. Detectado pela primeira vez em 1961, através de satélites, descobriu-se que Alcyone tem à sua volta um gigantesco anel, ou disco de radiação, em posição transversal ao plano das órbitas de seus sistemas (incluindo o nosso), que foi chamado de Cinturão de Fótons (partículas de luz).

Durante os 25.860 anos em que o nosso Sistema Solar completa a sua órbita em torno do Sol Central de Alcyone, a Terra passa duas vezes pelo Cinturão de Fótons gerando dois períodos de treva (de 10.930 anos cada um) e dois períodos de luz (de 2.000 anos cada).

Essa procissão cíclica em sentido anti-horário, como ensina a civilização Maia, é o período de um ciclo galáctico. A divisão desta órbita ( 25.860 anos) por doze resulta em 2.155, tempo de duração de cada Era do Zodíaco.

A última vez que a Terra passou pelo Cinturão de Fótons foi durante a Era de Leão, há cerca de 12 mil anos. Na Era de Aquário, que está se iniciando, ficaremos outros 2000 anos dentro deste disco de radiação.

Outra maneira de ver esse fenômeno seria: numa órbita completa, temos aproximadamente cinco sextos de trevas e aproximadamente um sexto de luz, ou uma proporção de 5:1, com predominância das trevas.

Desde 1972 o Sistema Solar vem entrando no cinturão de fótons e desde 1998 o Sol e a metade do Sistema Solar já estão dentro dele.

A Terra começou a penetrá-lo em 1987, em 2003 a Terra esteve 30% a 40% do ano dentro do cinturão de fótons e, até 2.012, vai estar totalmente imersa em sua luz. De acordo com as cosmologias maia e asteca, 2.012 é o final de um ciclo de 104 mil anos, composto de quatro grandes ciclos maias de 26 mil anos.

Todas as moléculas e átomos de nosso planeta estão passando por uma transformação sob a influência dos fótons, precisando se readaptar a novos parâmetros. A excitação molecular cria um tipo de luz constante, permanente, que não é quente, uma luz sem temperatura, que não produz sombra ou escuridão.

Talvez por isso as profecias chamem de “Era da Luz” os tempos que estão por vir.

A descoberta do cinturão de fótons marcou o início de uma expansão de consciência além da terceira dimensão. A 3ª dimensão, por ser experiencialmente dual, é totalmente emocional.

A 4ª dimensão em relação à 3ª dimensão pode ser classificada como 20% de emoção. A ida do homem à Lua nos anos 60 simbolizou esta expansão, já que antes das viagens interplanetárias era impossível perceber o cinturão.

A Hierarquia Espiritual revelou que 2003 foi o ano destinado à mudança de padrões de consciência em todo o planeta, um momento energeticamente planejado pelo plano espiritual. Em agosto de 2003, os Elohins ativaram a freqüência da 5ª dimensão nos chacras solares, e sopraram os 12 aspectos solares no eixo do planeta Terra e ativando o sistema de energia sintonizado no reino mineral, através dos cristais do planeta.

Segundo Patrícia Diane Cota-Robles (USA) a coluna vertebral de todas as pessoas se elevou à quarta dimensão vibracional, através dos 7 chacras principais e dos meridianos correspondentes e a “Presença de DEUS”, existente em cada pessoa, tem integrado em cada órgão e célula novas freqüências de energia, alterando a dupla-hélice de DNA.

Desde então, muitas pessoas despertaram para a espiritualidade e começaram a viver de forma mais livre e feliz, sendo-lhes mais difícil afundar em seus pensamentos, emoções, atitudes e sentimentos NEGATIVOS, mantendo uma PAZ INTERNA e servindo como um portal aberto a novas freqüências de Luz que passaram a entrar na Terra.

Passaram a expressar a Perfeição Divina e o Ilimitado.

A CONCORDÂNCIA HARMÔNICA

No dia 8 de novembro de 2003, houve outra oportunidade de mudança e evolução, através do que foi chamado de “CONCORDÂNCIA HARMÔNICA”, que durou até o dia 12 de novembro. No dia 8 de novembro às 16h13min será lua cheia, eclipse lunar e haverá uma configuração de uma

ESTRELA DE DAVID no céu astrológico. O momento do eclipse foi chamado de CONCORDÂNCIA HARMÔNICA pelo astrólogo John Mirehiel.

A “Estrela” é formada pelos “ângulos”de 120 graus, chamado trígonos, que abrem portais de interferência. Será formada pelos irmãos planetários: Lua-Júpiter-Quiron (1º triângulo) e Marte-Sol-Saturno (2º triângulo).

Esta configuração no céu e este momento foram considerados UMA MARCA NO TEMPO, quando massas de pessoas despertaram para sua origem Divina, pela ativação celular de determinados códigos genéticos ocultos. O alinhamento gerou novamente A OPORTUNIDADE DE MOVER-SE ALEM DO QUE É LIMITE, permitindo que a humanidade abrace a cura planetária com tanta emoção que tudo o mais deixa de ter importância.

Abriu-se um Portal multidimensional na Consciência Divina, no coração e na mente de cada pessoa encarnada, para que cada um reconhecesse a Presença de DEUS em todas as formas em evolução na Terra.

Xamãs peruanos da linhagem dos Incas e Apaches, descendentes dos que viviam nos Andes, reconheciam que no final de 2003 haveria um grande evento que marcaria o final dos tempos atuais, um período de limpeza quando tudo estaria de cabeça para baixo. Eles acreditavam que

haveria uma abertura no tempo e que as pessoas que estiverem em sintonia poderiam iniciar um novo ciclo harmonioso, em seus corpos de Luz.

O mapa astral da CONCORDÂNCIA HARMÔNICA mostra uma mandala multidimensional em geometria sagrada, oferecendo uma série de símbolos que são significativos em muitos sistemas de crenças.

Eles contêm, também, a representação de uma estrela de 8 pontas que é chamada MERKABAH, o símbolo que representa o CORPO DE LUZ.

Praticantes da Meditação do Merkabah visualizam seus corpos viajando no tempo, de um momento presente para o próximo. Este exercício, permite que cada um possa estar eternamente vivenciando o presente enquanto juntos aprendem como trabalhar novos conceitos energéticos do TEMPO.

Os efeitos e energias desse alinhamento e eclipse lunar atuaram na Terra até 23 de novembro durante o eclipse do sol. Em 23 de novembro houve uma grande Dispensação Crística com uma benção de LUZ e CURA PARA O CORPO MENTAL da humanidade. Este dia possibilitou à humanidade erguer o véu e mover-se às energias da 5ª Dimensão, alinhando-se assim com padrões de energia do corpo causal da Perfeição. Foi uma grande oportunidade de transmutar os egos-personalidades e permitir que somente a alma e a Consciência Crística atuassem em cada pessoa para que juntos, em intenção,comprometimento e prece pudéssemos criar uma nova realidade em nossa Mãe Terra.

Um novo acontecimento astronômico, que foi visível na Terra em 05/05/05, ficou conhecido como a abertura do “Portal Phi”: cinco planetas estiveram alinhados formando um stellium: Mercúrio, Júpiter, Marte, Vênus e Saturno estiveram brilhando muito próximos da esfera celeste. Marte, Saturno e Vênus se agruparam formando um triângulo equilátero perfeito, que pôde ser visto no por do sol, particularmente no hemisfério norte. Curiosamente, a formação estelar que adotou forma piramidal só foi vista plenamente na cidade de Belém, onde viveu Maria e José e onde foi concebido Mestre Jesus. A mesma cidade de Belém que nos dias de hoje testemunha guerras e disputas ao redor da Igreja da Natividade.

O Cosmos nos apresenta uma nova diretriz: no céu houve uma conjunção igual à que ocorreu há 20 séculos, transformando a História da Humanidade com o Nascimento de Jesus. Poderá ser mera coincidência?

Algumas pessoas estão afirmando que esta conjunção anuncia a chegada de um Messias e se preparam para recebê-Lo, protegendo-O do Mal.

Outros afirmam o contrário, de que se trata da chegada do Anti-Cristo com as forças da destruição que perseguem a Luz.

Os fenômenos astronômicos não terminam. Dia 10 de maio, Júpiter e Vênus poderão ser vistos a olho nu de forma brilhante e estarão um perto do outro. Esta configuração no céu, a stellium, irá até o dia 12 de maio, quando o céu irá retornar a ter sua configuração habitual. A última vez que esta configuração ocorreu foi em 11 de abril de 1128.

IMPORTÂNCIA ESPIRITUAL

1. No ano 2000, entramos no Cinturão de Fótons e na quarta Dimensão.

2. O Cinturão de Fótons é o que os antigos gregos e romanos denominavam a Era Dourada – a era de Paz. Não havia guerras, fome, e assim por diante, apenas luz.

3. Em termos espirituais, o Cinturão de Fótons é a morada do Cristo, a radiação manásica (a radiação e eminência do Cristo).

4. A Zona Nula é a área pré-transformacional, onde o antigo e arcaico serão transmutados ou destruídos. É a separação do joio do trigo. Há uma intensidade progressiva de luz.

5. O canto superior direito representa o novo planeta Terra para as almas que não forem para a luz. À medida que ascensionamos, elas descem e se tornam o novo planeta Terra. Novas formas de vida repetem mais 10500 anos de negatividade e trevas.

Quando estão “caindo” pedras ou está presente o cheiro de ferrugem ou o de ozônio, pode significar que está abrindo um portal, passando um ser de luz ou um objeto voando.

Você talvez esteja com uma pergunta na cabeça:

“Por que predominam as trevas, ou aspecto negativo, de nossa jornada de 26 mil anos ao redor do Sol Central?

Por que não mais luz?”

Como em todas as coisas nos universos do Criador, tudo tem um propósito e uma razão divinos.

Todos os aspectos estão em sincronia uns com os outros: o superior com o inferior, o inferior com o superior, ou, para citar o princípio hermético: “Como é em cima, assim é embaixo; como é embaixo, assim é em cima.” É importante entender que a lei divina possui intenção e propósito.

As relações espirituais que irão se demonstradas proporcionarão maior compreensão e aceitação individual de fatos que, de outra maneira, pareceriam punitivos e irracionais.

Experimentaremos cinco sextos a mais de trevas em nossa jornada ao redor do Sol Central porque os poderes divinos, de comum acordo com aqueles de nós que foram escolhidos, concordaram em criar e experimentar um mundo de negatividade (trevas), polaridades e ilusão revestido de medo, julgamentos, controle, ódio, cobiça, morte e muito mais. Foi um plano idealizado que facilitou o desejo do Criador de compreender melhor a verdadeira natureza da negatividade, ou seu ser de sombras. Este mundo imprevisível e explosivo, semelhante a um verdadeiro campo minado, tem por objetivo testar o caráter de tudo o que se associa a este planeta especial, o planeta Terra. Somos o veículo através do qual o divino pode experimentar a si mesmo e, por meio de nossas experiências coletivas e individuais, pode dominar as complexidades e os perigos das trevas.
Fomos seletivamente escolhidos para vir para cá.

Muitos, ao ouvir isso, diriam que é loucura. No entanto, é verdade.

Somos únicos, sem igual. Somos o veículo escolhido (planeta) para recolher, assimilar e transformar toda a negatividade para todo o nosso sistema solar. Somos o terreno baldio e a área de refugo para todo o sistema solar. Através de nossos pensamentos, ações e reações, servimos de transformadores para toda a negatividade jogada em nós. Que tarefa!

Então, vejam que o que poderia ser considerado algo totalmente negativo e indesejado é, na verdade, dotado do espírito e de sua divina missão aqui na Terra.

Essa missão é experimentar, através de nós, a negatividade para o ser e, no decorrer do processo, aprender como se descartar dela de maneira mais rápida e permanente, tornando tudo ao redor um lugar melhor para viver e trabalhar. Como podem ver, nós e nosso planeta somos únicos e especiais.

Sem dúvida, a pergunta seguinte é: “Qual a relação disso tudo com o Cinturão de Fótons?”

É uma questão complexa, mas antes de nos ocuparmos de seus múltiplos ângulos, estabeleçamos primeiro que o Cinturão de Fótons e a vibração manásica que o segue, são em si e por si mesmos, veículos de transformação e de transmutação.

Constituem a barreira protetora e o veículo que cuidam para que nenhuma negatividade da Terra escape e contamine os níveis superiores de consciência.

Presidindo tudo isso está o Cristo e, ao saber disso, podemos rapidamente compreender que o Cinturão de Fótons e a radiação manásica são a eminência do Cristo e de suas energias Crísticas. Somente se estivermos em harmonia com essas energias, à medida que nos aproximamos do Cinturão de Fótons e nele entramos, poderemos esperar ser parte dele e escapar das influências negativas do planeta Terra.

Nesse sentido, teríamos de retornar à terceira dimensão e fazer tudo de novo. Pode parecer irônico, mas antes de cada um de nós chegar ao planeta Terra, tínhamos plena consciência dos perigos inerentes a vir para a Terra e viver e experimentar suas negatividades brutas.

Fomos também informados de que somente poderíamos fugir da influência da negatividade quando a dominássemos, o que, lógico, era a intenção Divina o tempo todo, pois como pode o Divino aprender e experimentar o ser senão através de nós?

Infelizmente, alguns aprendem mais devagar do que os outros, e são necessárias repetidas voltas ao redor da roda (o Sol Central) até que a lição seja aprendida. Normalmente, em dada época, cerca de um terço da população total do planeta tem êxito em cada período de 10500 anos.

As pessoas despertas acordarão como de um sonho com seus centros de energia totalmente abertos, livres do véu do esquecimento, tanto pessoal quanto planetário, pertinentes à terceira dimensão. As pessoas começarão a se reconectar com suas origens e propósitos da alma, que é o retorno da Consciência Crística para o planeta.

Um novo campo de percepção está disponível para aqueles que aprenderem a ver as coisas de uma outra forma. Desde a década de 80, quando a Terra começou a penetrar no cinturão de fótons, estamos sincronizando com a quarta dimensão e nos preparando para receber a radiação de Alcione, estrela de quinta dimensão.

O véu do esquecimento que envolve o nosso planeta cairá de tal modo que os primeiros Semeadores de Vida na Terra, vindos de outros sistemas, reaparecerão nos auxiliando a firmar uma nova civilização e a incorporar uma nova realidade.

Bárbara Marciniak, autora de “Mensageiros do Amanhecer” e “Terra”, da Editora Ground; e a astróloga Bárbara Hand Clow, que escreveu “A Agenda Pleiadiana”, da Madras Editora, receberam várias canalizações de seres pleiadianos.

Essas revelações falam sobre as transformações que estão ocorrendo em nosso planeta e na preparação a que precisamos nos submeter para realizarmos uma mudança dimensional.

Segundo as canalizações, as respostas sobre a vida e a morte não estão mais sendo encontradas na terceira dimensão. Um novo campo de percepção está disponível para aqueles que aprenderem a ver as coisas de uma outra forma. Desde a década de 80, quando a Terra começou a penetrar no cinturão de fótons, estamos nos sintonizando com a quarta dimensão e nos preparando para receber a radiação de Alcione, estrela da quinta dimensão.

Zona arquetípica de sentimentos e sonhos, onde é possível o contato com planos mais elevados, a quarta dimensão é emocional e não física. As idéias nela geradas influenciam e detonam os acontecimentos na terceira dimensão, plano da materialização.

Segundo as canalizações, a esfera quadridimensional é regida pelas energias planetárias de nosso sistema solar, daí um trânsito de Marte causar sentimentos de poder e ira.

Para realizar esta expansão de consciência é preciso fazer uma limpeza, tanto no corpo físico como no emocional, e transmutar os elementais da segunda dimensão a nós agregados, chamados de miasmas.

Responsáveis pelas doenças em nosso organismo, os miasmas são compostos de massas etéricas que carregam memórias genéticas ou de vidas passadas, memórias de doenças que ficaram encruadas devido a antibióticos, poluição, química ou radioatividade. Segundo as canalizações, esses miasmas estão sendo intensamente ativados pelo cinturão de fótons.

Os pensamentos negativos e os estados de turbulência, como o da raiva, também geram miasmas, que provocam bloqueios energéticos em nosso organismo. Trabalhar o corpo emocional através de diversos métodos terapêuticos – psicológicos, astrológicos ou corporais – ajuda a liberar as energias bloqueadas. A massagem, acupuntura, homeopatia, meditação, yoga, o tai-chi etc., são também técnicas de grande utilidade, pois mexem com o corpo sutil e abrem os canais de comunicação com outros universos.

As conexões interdimensionais são feitas através de ressonância e para sobrevivermos na radiação fotônica temos que nos afinar a um novo campo vibratório. Ter uma alimentação natural isenta de elementos químicos, viver junto à natureza, longe da poluição e da radiatividade, liberar as emoções bloqueadas e reprimidas, ajudam na transição.

Ter boas intenções é essencial, assim como estar claro de quais são os próprios propósitos.

C. Roberto

croberto@orion.med.br

http://www.orion.med.br/
http://www.orion.med.br/misc8.htm
Fonte: http://karinpsicologa.wordpress.com/2007/05/28/explicacao-sobre-cri…

 

 

Expliação sobre Crianças Índigos, Cristais,O Portal 11:11, As Plêiades, Cinturão de Fótons e Sistema Solar

About these ads

2 Comentários (+add yours?)

  1. elisabete zahar
    Dez 11, 2010 @ 02:13:19

    ola,o meu nome é elisabete zahar tenho 38 anos e sou mae de 3 crianças de 13,11,e 2 anos.preocupa-me a bruna de 11 anos, pois depois de ler o vosso artigo fiquei confusa e acredito em muita coisa dita no vosso artigo.
    e por isso memso gostava de pedir ajuda pois julgo que a bruna é uma criança indiga, e estou um pouco baralhada.gostava de poder ler mais sobre este tipo de crianças e saber como lidar com a situaçao.
    muit obrigado.
    elisabete.

    Responder

    • mireneguimaraes
      Dez 11, 2010 @ 20:09:21

      OLÁ!

      Obrigada pelo seu comentário, pode procurar livros sobre o assunto, tenho um que fala do assunto, mas neste momento não sei onde o tenho…
      Tudo de Muito Bom e BOAS FESTAS!!!

      Irene Guimarães

      Responder

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: